Apresentação


O V-DOC é um grupo de pesquisa artística de Campinas/SP que produz documentários editados ao vivo, no que atualmente se chama de live cinema. Ele surgiu em 2007 a partir da união dos documentaristas Coraci Ruiz e Julio Matos, do Laboratório Cisco, e dos VJs Guilherme Fogagnoli (KID) e Maíra Endo, do Submagem. Atualmente, ele é formado por Coraci Ruiz, Julio Matos, Maíra Endo e Ricardo Zollner.

O processo de criação do V-DOC consiste em filmar e tratar imagens de maneira muito próxima a um processo tradicional de realização de documentário. Porém, o grupo manipula as imagens e sons
diante do espectador, transformando em performance audiovisual o processo de mutação do material bruto em narrativa cinematográfica.

As performances do V-DOC são construídas a partir de loops de imagens e sons captados de forma direta. Estes sons são manipulados de forma a comporem "batidas" ou simplesmente barulhos, trazendo às apresentações uma musicalidade original, produzida exclusivamente a partir dos sons dos ambientes e espaços onde gravamos.

O projeto é um desafio aos documentaristas em adentrar num universo que não os pertence de antemão, que é próprio do teatro, da música, da dança e da performance: o contato com o público, a imprevisibilidade e a efemeridade.


O V-DOC propõe um tipo documentário que não existe de forma acabada. Seu sistema é instável, cada filme/performance realizada com o mesmo material, dependerá das circunstâncias de projeção, da eleição dos loops pelos 3 integrantes "fontes" das imagens e sons e ainda de um quarto elemento do grupo, que controla o mixer e seleciona a "fonte". A cada performance, o filme se perde, abrindo espaço para que todas as outras possibilidades de combinação e recombinação do material se façam.



Próximas apresentações do V-DOC


30. jul. | DF | Depois das Fronteiras - experiências sonoras e visuais no planalto | CCBB Brasília

Ex-ambulantes! Atual monóxidomaresia!

Copacabana e Marginal Tietê - dois universos quase antagônicos, que têm em comum a água, os vendedores ambulantes e muito movimento.

Neste novo trabalho, ainda em fase de produção, o grupo vai abordar o trabalho informal por meio de personagens que ganham a vida vendendo objetos, comidas e bebidas para banhistas na praia e motoristas engarrafados.


O projeto foi contemplado pelo ProAC 16 (Artes Visuais), prêmio da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo para projetos artísticos.



...:::: NOTÍCIAS ::::...

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

sábado, 31 de julho de 2010

APRESENTAÇÃO NO DF!

Ontem, dia 30 de julho, apresentamos o MONÓXIDOMARESIA no DF - Depois das Fronteiras, em Brasília.














A projeção foi no prédio do Centro Cultural Banco do Brasil, ao ar livre, numa noite linda e estrelada no Planalto Central!

quinta-feira, 8 de julho de 2010

V-DOC no DF | Depois das Fronteiras - experiências sonoras e visuais no planalto

“Depois das Fronteiras - experiências sonoras e visuais no planalto” compreende um conjunto de ações e intervenções áudio visuais que se situam entre duas ou mais linguagens constitutivas, apresentando o hibridismo como característica latente. Não existem mais fronteiras e limites para a criação. Música, cinema, vídeo-projeções, performance, live cinema, intervenção urbana, dança, literatura e cultura de massa se combinam.

O projeto, de concepção do Ateliê Aberto Produções Contemporâneas, se realiza no Centro Cultural Banco do Brasil Brasília [DF], nos dias 23, 24, 30 e 31 de julho de 2010. Acontecendo num horário diferenciado dentro da programação do CCBB, das 22h à 01h, traz artistas ou grupos de artistas provenientes do Rio de Janeiro, São Paulo, Campinas, Belo Horizonte, Porto Alegre e Brasília, entendidos como referências dentro da produção nacional. No dia 31.07, no período da tarde, acontece uma conversa aberta entre Daniela Bousso, Lucas Bambozzi e Luiz Duva, com mediação de Patrícia Canetti, sobre processos de pesquisa, produção e cultura contemporânea, permeando as discussões/reflexões despertadas a partir desta amostra da produção artística nacional.

DF pretende discutir e difundir a produção áudio visual e sua inter-ligação com outras disciplinas nos processos da arte atual, possibilitando a experimentação e a difusão de pesquisas artísticas, estimulando a produção atual e dos artistas envolvidos e aproximando o público interessado nos processos da arte hoje. Através do intercâmbio entre a produção nacional e local e entre os artistas e o público, pretende-se criar um momento de encontro e troca de experiências e conhecimento.

Programação

23.07 | sexta-feira

Pan&tone [POA/RS] | Mini Gear | 30min
http://panetone.net/
http://www.myspace.com/panetone
http://panetoneprojects.blogspot.com/
http://vimeo.com/panetone

Laborg [SP] | Hermes | 40min
www.laborg.com.br
www.youtube.com/laborg
www.myspace.com/laborg

Coletivo Desconstrução [BSB] | Re-chanchada - novos hits da internet e clássicos esquecidos da pornochanchada | 35min
http://www.desconstrucao.com.br

Nego Moçambique [BSB] | Give me your Virgins | 40min
http://www.myspace.com/negomoambique

24.07 | sábado

Bruno Vianna e Rodrigo Marçal [RJ] | Ressaca | 50min
www.ressaca.net
www.archive.org/details/ressaca/

Spetto + Phantazma [SP] | Skizofrequencies | 45min
http://www.vjspetto.com.br
http://www.youtube.com/vjspetto
http://www.myspace.com/phantazma13

BijaRi [SP] | Entropicália | 38min
www.bijari.com.br
www.bijari.com.br/blog

Vj Xorume + Gérson De Veras [BSB] | SOTAQUES (Electronic Brasil Roots) | 40min
www.quasecinema.org/sotaques

30.07 | sexta-feira

V-DOC [CPS/SP] | Monóxidomaresia | 30min
http://v-doc.blogspot.com

Grupo Mesa de Luz [BSB] | Mesa de Luz: cotidiano | 30min
http://grupomesadeluz.tumblr.com/
http://vimeo.com/grupomesadeluz
http://grupomesadeluz.blogspot.com/

Hol [BH/MG] | Aufhebung | 30min
www.addd.com.br
http://hol.1mpar.com
http://www.myspace.com/hol_1mpar
http://www.youtube.com/1mpar

Sang Fezí + Vj Submagem [CPS/SP] | 60min
www.myspace.com/sangfezi
www.fiberonline.com.br/sangfezi
www.sangfezi.com.br

31.07 | sábado

16h | Conversa Aberta | Daniela Bousso, Lucas Bambozzi e Luiz Duva
Processos de pesquisa, produção e cultura contemporânea, permeando as discussões/reflexões despertadas a partir desta amostra da produção artística nacional.

Hapax [RJ] | Deriva Derivada | 30min
www.hapax.com.br

Duva [SP] | Concerto para laptop: sem título | 25min
www.liveimages.com.br

Du Cabelo [CPS/SP] + Eletro-I-Man [BH/MG – Barcelona] | 60min
www.myspace.com/ducabelo
http://vjeletroiman.com/
http://www.representacorisco.com/
http://www.youtube.com/rickcancado
http://www.myspace.com/vjeletroiman

Embolex [SP] | Caixa Prego | 45min
http://www.embolex.com.br
www.myspace.com/embolex

sábado, 12 de dezembro de 2009

18.12 | monóxidomaresia no Ateliê Aberto!!

V-DOC na Oficina Cultural Oswald Andrade, São Paulo!!

O V-DOC experimenta, desde a apresentação no Edith Cultura (Bragança Paulista), uma nova concepção de exposição que vai de encontro à vontade de expor nosso processo de construção imagética: ao invés de apenas uma tela trazendo os cortes do Julio no mixer (a eleição dentre os 3 computadores que fornecem imagens), o grupo expõe 3 telas. Uma delas mostra a operação da Cora, outra traz as imagens que eu opero e a tela central traz os cortes do Julio. Assim, ao mesmo tempo que expomos melhor todo nosso processo de construção (anteriormente conhecido somente por nós que observamos o quad/preview), criamos uma ambientação que convida o telespectador a embarcar na "estória", multiplicando as experiências, e ainda possibilita a comparação entre a 2 localidades exploradas pelo projeto, Copacabana e Marginal Tietê.


segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

V-DOC no Edith Cultura!

video

V-DOC no Edith Cultura, Bragança!! Novas experimentações!!

Vejam fotos da apresentação que aconteceu ontem no Edith Cultura (http://www.edithcultura.org.br/), incrível cineclube e espaço cultural de Bragança Paulista!
Pela primeira vez, o V-DOC utilizou 3 telas de projeção: uma principal que junta o material dos 3 laptops de acordo com a hierarquização feita pelo Julio e as outras 2 telas que mostram o que sai do meu computador e do da Coraci. O resultado foi uma ambientação bastante adequada para o que buscávamos: uma maior interação com nosso público e uma imerção dentro dos contextos que apresenta monóxidomaresia. Além disso, contamos com o Zollner que fez o papel de uma espécie de DJ, intercalando loops e as tradicionais "batidas" construídas a partir do som direto. Uma verdadeira inovação para o grupo. Bacana!! Esta formação deverá ser mantida nas 2 últimas apresentações deste ano, no Ateliê Aberto (Campinas, 18.12) e na Oficina Cultural Oswald Andrade (São Paulo, 11.12). Quem puder, apareça!

V-DOC na abertura do projeto 79>09!

O V-DOC foi selecionado pela curadora do projeto 79>09 > 30 anos > artes visuais > Campinas para se apresentar na abertura! O projeto trouxe a evolução das artes visuais nos últimos 30 anos em Campinas. monóxidomaresia representa a produção atual da cidade, junto a outros artistas da cidade. A abertura aconteceu no dia 27 de novembro no Museu de Arte Contemporânea de Campinas. O projeto pode ser conhecido no www.eptv.com/7909.
As fotos são de Cristina Smirdale.


quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Estréia do monóxidomaresia e próximas apresentações!!




monóxidomaresia foi finalmente lançado no dia 31 de outubro no encerramento da Mostra Curta de Campinas, realizada no Bar do Zé! Foi aquele frio na barriga mas ficamos contentes com o resultado. Nossas performances melhoram conforme praticamos ensaiando e nos apresentando, quando podemos ouvir as valiosas opiniões dos amigos!
Acima algumas fotos do lançamento e um convite para nossas próximas apresentações: amanhã, às 19h, na Casa São Jorge e na sexta, às 21h, no MAC-Campinas. Apareçam!!

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Estréia do monóxidomaresia!!! HOJE!

Hoje estréia, finalmente, a nova performance audiovisual do V-DOC: monóxidomaresia. Depois de cancelarmos algumas apresentações por conta de modificações na estrutura do grupo, conseguimos finalizar nosso novo filme. Finalizar talvez não seja a melhor palavra já que sabemos que conforme nos apresentamos nosso filme se transforma, de uma ou outra maneira...agora mesmo, neste instante, o grupo ainda trabalha sobre o material e se encontra nervoso...

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

TOC, PD e a nova era do VDOC

O VDOC sempre foi, antes de tudo, um espaço para a experimentação, para o improviso, para a desconstrução dos nossos próprios paradigmas. Cada etapa é sempre recheada de incertezas e erros. Com o monóxido maresia não podia ser diferente... sensação de saber o que fazer agora é constante.
Alguns passos importantes foram já foram dados. O nosso software está pronto e funcionando. Criamos uma ferramenta simples e extremamente funcional, dimensionada para as nossas necessidades neste projeto.

Projeto do TOC: nosso multi-touch-screen.
Tela do nosso Patch para Pure Data, que aciona até 180 videos instantaneamente através do TOC.

Tudo muito rústico, estilo tecnologia soviética (tipo aqueles Ladas que ainda circulam por aí..), mas que funcina muito bem!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

TOC quase pronto!

Nosso novo brinquedo, o TOC, deve ficar pronto nos próximos dias! Amanhã ele já terá todos seus leds implantados e fazemos os primeiros testes ainda esta semana.
O material já está todo decupado e agora selecionamos os melhores momentos para prepararmos os patchs de cada um e começarmos a estruturar o filme e preparar a performance.
Lembrando que o V-DOC cresce musicalmente graças às contribuições do Fabinho e do Zollner.
Logo mais notícias!

quinta-feira, 25 de junho de 2009

Novo nome!!!! monóxidomaresia!!!

O Ambulantes passa agora a chamar-se monóxidomaresia, idéia inspiradíssima da v-doc Cora!
Novo momento na produção do monóxidomaresia: assistindo o material e selecionando toda a matéria-prima para nossa nova performance.
Uma das grandes novidades do TOC, é que eu e Cora poderemos carregar no nosso patch muito mais imagens. Isso significa possibilidades mais amplas de combinação de imagens e em apresentações cada vez mais únicas. Aliás, o TOC deve ficar pronto logo!
Apesar de ainda não termos uma idéia muito clara do que será o monóxidomaresia, já percebemos um material gravado muito diferente do que tínhamos no Filosofia de Botequim. Isso significa que o novo filme vem diferente, desenvolvendo a linguagem do grupo, renovando nossas propostas e visões do projeto.
Aguardem!

sábado, 2 de maio de 2009

V-DOC na Virada Cultural!

V-DOC e Filosofia de Botequim chegam a São Paulo! Nossa primeira apresentação na cidade grande será no MIS (Museu da Imagem e do Som) dentro da programação da Virada Cultural. Quem estiver por lá, venha nos ver!

domingo, 12 de abril de 2009

O ÚLTIMO DOS ÚLTMOS DIAS!!!


Acabamos! Ufa! Missão cumprida!

Hoje o sol ameaçou, ameaçou, mas não apareceu. De qualquer forma o dia estava quente e a praia animada.
Tivemos algumas preciosidades, como o S. Cigarra, compositor de samba ex-salgueiro que deu uma palhinha pra gente, o S. Anselmo, a quem pudemos acompanhar por um tempinho, o garoto que mergulhou no mar com o steady e várias outras "pescarias" legais.

Agora entraremos numa outra fase do projeto, que é a preparação para os ensaios. Temos que decupar o material, tratar as imagens, separar os sons que vão compor as músicas, elaborar as músicas em si, construir e testar os TOCs... enfim, temos muito trabalho pela frente.

A idéia é ter tudo isso pronto para começar os ensaios em junho... e estreiar no começo de julho!

ps. o estudo sociológico do Julio e do Zollner sobre os ambulantes concluiu que:
"98% dos ambulantes em Copacabana e na Marginal são nordestinos; destes, 80% são pernambucanos, e os restantes são compostos de 1 carioca que mora em São Paulo e um paulistano que mora no Rio".





Rio Parte II – derradeira

Como prometido, retornamos ao Rio! E desta vez foi mais chique: viemos de avião encontrar nossa produtora-anftriã Rita, ainda com o Zollner a tira-colo! Achamos que valia a pena manter a equipe, já que o Pedro, infelizmente, por problemas de saúde, teve que tirar férias forçadas...

Hoje foi uma meia-diária, já que viajamos pela manhã. Chegamos na hora do almoço e as 14hs estávamos na praia. Tivemos sorte, pois foi uma tarde ensolarada e muito bonita.


sábado, 4 de abril de 2009

último dia em SP!

Ontem terminamos a etapa paulistana de nossa jornada "Ambulantes". Depois de respirar muita fumaça de caminhão, ouvir muita buzina de moto e passar um frio danado no alto do prédio do Estadão, encerramos as filmagens tranquilos, pois o saldo foi positivo!

Tivemos 2 personagens interessantes, o Carioca e o S. Jorge, além do Garrafinha e do Roqueiro, e muitas paisagens da marginal do Tietê, que é um ambiente insalubre mas ao mesmo tempo muito forte imageticamente. A cidade de São Paulo é realmente impressionante.

Agora estamos nos preparando para a volta ao Rio. Passagens compradas para o próximo sábado, resta rezar para o sol aparecer! Se tudo der certo, no dia 13 de abril teremos finalizado todas as filmagens e partiremos para o tratamento do material e a contrução dos TOCs, para que em junho a gente possa já estar ensaiando.

O Kid e a Maíra voltaram de Barcelona esta semana, e agora o grupo está completo de novo!!!




quinta-feira, 2 de abril de 2009

SP dia 2!!!!

Segundo dia de Marginal. As nossas narinas rejeitaram a jornada de trabalho assim que atravessamos a via expressa. Mas o rockeiro disse "Poluição? Isso tem em todo lugar, você acostuma!". Certo ele, depois do almoço nenhum caminhão abalava a nossa conversa com o Carioca, figura sssperta que ganhou a gente. Terminamos o dia no alto do prédio do Estadão, vendo o rio de carros indo e vindo na marginal. Altas imagens!

O Carioca



Hoje tivemos a ilustre presença da Emília, fazendo umas fotos para o projeto!

O Heliponto do Estadão.

quarta-feira, 1 de abril de 2009

SP dia 1!!!!

Continuando nosso pequeno diário de bordo...

Chegamos em Campinas e assistimos o material do Rio com um pouco mais de calma. Revimos a Penha, o Cláudio, as imagens de Ipanema... e chegamos à conclusão de que, apesar de ter muita coisa boa nas 8hs que gravamos, faltou uma pegada: Copacabana lotada, com o céu azul, areia e ânimos fervendo... Choveu muito, e como resultado temos um material muito mais branco, vazio e silencioso do que havíamos imaginado...

Então tomamos uma decisão drástica: vamos voltar para o Rio em busca de nossas imagens e sons ideais, com a vida e a cor que imaginamos! Talvez seja na páscoa, se a previsão do tempo for promissora...

Nosso primeiro dia em São Paulo, por sua vez, foi BEM legal. Logo cedo conhecemos o Seu Jorge, vendedor de óculos que trabalha na ponte de pedestre que cruza a marginal até a rodoviária do Tietê.

Pernambucano cheio de histórias, piadas e repentes, falou por horas em meio aos caminhões da marginal.

Depois fizemos várias pescarias da ponte, do metrô, no meio do trânsito e por fim, o grip. Fixamos a camera na moto do Charada (combatente que conhecemos no engarrafados) e demos um rolê pelos corredores (espaços entre os carros) da marginal. Roquenrol!!!






terça-feira, 31 de março de 2009